Confira a entrevista com a porta-bandeira Suelen Martins

Confira a entrevista da porta-bandeira Suelen Martins concedida ao Nobres Casais.

 

– Seu nome e o que faz fora do carnaval.

R: Suelen Martins, sou agente de saúde.

– Como e quando decidiu se tornar porta-bandeira?

R: Recebi um convite da presidência da escola e me tornei PB no ano de 2005.

– Qual mestre-sala ou porta-bandeira te inspirou a seguir essa carreira?

R: Na época eu estava na dança de salão, e achava linda a arte de casais de MS e PB, não teve uma inspiração em si, porém ficava maravilhada quando via um casal bailando.

– Qual a parte fácil e a parte difícil da vida de mestre-sala e porta-bandeira?

R: Parte fácil na verdade não existe kkkkkk, porém existe a parte prazerosa que é poder conduzir um pavilhão, a dança em si e o prazer que ela proporciona. Parte difícil são muitas kkkkk, porém o que pesa pra mim é a questão dos 40 pontos que são defendidos por 2 pessoas.

– Você já realizou todos seus sonhos/objetivos como porta-bandeira?

R: Sim, sou uma PB realizada, amo minha escola e sou amada e reconhecida pela minha arte. Na verdade me sinto muito acolhida e isso me dá essa sensação, porém ainda tenho um sonho de um projeto para iniciar crianças da escola.

– Se não fosse porta-bandeira, estaria em algum outro seguimento?

R: Claro que sim, iniciei no carnaval como passista, já desfile como baiana por diversas vezes por puro prazer e se não exercesse minha função de PB faria qualquer outra coisa no carnaval.

– Qual o momento do carnaval 2016 você destaca como o mais marcante para você?

R: O meu momento sempre é o início, aquela hora que a escola esquenta e que vejo a escola toda montada, esse momento pra mim é pura emoção.

– E o momento mais difícil?

R: Bom, como eu ajudo na admiração da minha escola, posso dizer que o mais difícil foi a captação de recursos.

– Um ídolo (a)?

R: Um só? Jaçanã, Marcela, Sidiclei, Geovana… E por ai vai.

– Qual conselho vc daria para quem tem interesse em se tornar mestre-sala e porta-bandeira?

R: Faça sempre com amor, dedicação, humildade Tenha essa arte no coração que dessa forma vai conseguir captar o melhor de si. E o mais importante, tenha extremo respeito por sua agremiação independente do grupo que estiver.